A ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE MARICÁ NA PANDEMIA
16/09/2020 22:04 em Comerciais

Foi uma grata surpresa estarmos hoje, quarta-feira (16), com o vice-presidente da Associação Comercial de Maricá, Delfim Moreira, que nos concedeu uma entrevista e falou das expecativas do setor empresarial para a retomada da economia da cidade com a flexibilização gradual das restrições impostas pela pandemia.

As atividades comerciais, prejudicadas pelo COVID-19, obrigaram o fechamebto do comércio e trouxeram transtornos e dificuldades para todos nesses últimos meses, Apesar do grande esforço, tanto da prefeiura de Maricá quanto do governo federal que amenizaram as sequelas disponibilizando auxílios àqueles que foram prejudicados diretamente pela perda de faturamento, tais medidas não foram suficientes para aplacar o problema no todo. Agora, a missão é o reestabelecimento do crescimento com a geração de novos posto de trabalho. Para isto, é imperativo o incentivo aos pequenos e médios empresários da cidade para que esses postos de trablaho perdidos sejam efetivamente reativados.

Delfim Moreira, demonstrou bastante preocução com as necessidades da cidade e mostrou-se cônscio de que, sem a ajuda de todos, a tarefa será árdua. Apresentou alternativas valorosas para que a normalidade se dê o quanto antes possível e disse, estar em contato diário com o empresariado maricaense buscando soluções para o problema.

Delfim foi responsável pelas 'Expo Maricá' nos últimos quinze anos, tendo vasto entendimento do que acontece e do que a cidade precisa para gerar esses empregos e, por isto, acaba sendo uma das pessoas mais aptas de Maricá a promover essas ações, que podem, efetivamente, resultar nos empregos que a população tanto carece.

Perguntado se há projetos em andamento que visem a geração de empregos para os maricaenses, ele disse que devido à pandema, muitas coisas acabaram por ficar em segundo plano, eis que a prioridade das autoridades, foi tratar da saúde da população. Mas, para 2021, se a situação estiver controlada, retomará as negociações junto às instituições controladoras de setores e classes da cidade para que os programas de qualificação profissional e realocação de postos de trabalho, que estavam em andamento antes da pandemia, sejam restabelecidos.

"...a ajuda do PAT e do Auxílio Emergencial foram imprescindíveis, mas a economia precisa voltar o quanto antes ao normal com cada cidadão trabalhando e assumindo a sua participação no desenvolvimento social." disse Delfim Moreira ao término da nossa agradável conversa. 

Redação: Rubens Rodrigues - Rádio RJ-106

 

       

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!